Engenheiro Ricart Pinheiro e representantes da Sociedade Civil visitam obras da Câmara Municipal


Em entrevista ao Portal Infosaj/TV Recôncavo nesta sexta-feira (02), o engenheiro Ricart Pinheiro negou as acusações de que a empresa Vieira Santos Transportes e Construções seja uma ‘empresa fantasma’. Vencedora da licitação que elaborou o projeto de reforma da Câmara Municipal de Santo Antônio de Jesus, a empresa Vieira Santos tem sede no povoado do Firme, zona rural do município de Jaguaripe. As acusações vêm dos vereadores Altemir Dias, Pedro de Têca e Irmão Gerson que insistem na denúncia que teve início durante a sessão da Câmara realizada na última terça-feira (27)). Os três vereadores que fazem parte da Mesa Diretora do Legislativo Municipal protocolaram no Ministério Público e no Tribunal de Contas do Município a denúncia cabendo agora investigações por parte dos órgãos.
A nossa reportagem, Ricart Pinheiro deu todas as explicações em relação as acusações dos vereadores classificado por ele um equívoco. “A empresa existe sim. Foi um grande equívoco. A empresa tem obras executadas não só no município como também em outras cidades. Obras inclusive fora do estado da Bahia. É uma empresa ativa. São bons vereadores, mas se equivocaram. Eles estiveram na sede da empresa que está de reforma e imaginaram que a empresa não tenha atividade. Graças a Deus a empresa não é fantasma e não estamos ligados a nenhum tipo de ato ilícito. Já que a denúncia foi encaminhada para o Ministério Público, eu estou mais contente agora. Espero que o Ministério Público apure os fatos”, disse Pinheiro ao afirmar que a Vieira Santos existe e também executará obras para Prefeitura de Santo Antônio de Jesus.
ASSISTA A ENTREVISTA COM O ENGENHEIRO RICART PINHEIRO
“Duas obras para o município de Santo Antônio de Jesus e uma obra para o município de Muritiba. Inclusive entregamos no ano passado duas Unidades Básicas de Saúde. Até no estado do Piauí nós temos obras. Digo mais uma vez que foi um grande equívoco. Tenho a certeza que no momento oportuno essa verdade vem e elucida os fatos. Creio que não tenha sido uma má fé dos vereadores. Na ânsia de querer descobrir a verdade, procuraram o local da empresa que está em reforma e supuseram que não tinha a empresa. Existe sim, a empresa é lícita e todos os documentos estão no Tribunal de Contas do Município desde o ano passado. Eu peço a toda população que pega a documentação e olhe com os próprios olhos e tire as próprias conclusões”, disse Ricart. O engenheiro ainda disse a nossa reportagem que ele é contratado pela Vieira Santos para fiscalizar as obras feitas pela FCK Construções e Incorporações.
ASSISTA A ENTREVISTA COM REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL
Ricart ainda falou sobre o valor total da reforma da Câmara e o prazo para entrega das obras, dos problemas que foram encontrados podendo encarecer o valor da obra além de uma possível ampliação de gabinetes de vereadores já que hoje a Câmara conta com 14 vereadores podendo mais tarde ter 17, 18 ou 21 vereadores. O engenheiro também falou sobre o andamento das obras e para finalizar a reportagem disse estar tranquilo em relação a denúncia. “O Ministério Público vai jugar sem o víeis da política. Eu estou fora desta celeuma política. Ótimo se o Ministério for jugar. Dura lex sed lex. A lei é dura, mas é a lei”, pontuou. A equipe do Portal Infosaj também conversou com dois representantes da sociedade civil que estiveram fazendo uma fiscalização na manhã desta sexta-feira nas obras da Câmara Municipal. Ouvidos por nossa reportagem, eles opinaram sobre a reforma do Legislativo.