Segurança pública: Rui Costa cobra diálogo sobre drogas durante encontro com governadores


Durante o Encontro de Governadores do Nordeste, realizado em Teresina, no Piauí, na manhã desta terça-feira (6), para tratar tratar da segurança pública na região, o governador Rui Costa recomendou ser colocado no relatório do fórum a necessidade de refletir sobre o diálogo com as drogas, sobretudo a maconha.

Segundo o governador Rui Costa, enquanto houver consumo, não adiantará colocar um efetivo de 40 mil ou 80 mil militares para contenção do tráfico, pois "enquanto comerem tomate haverá vendedores de tomate". O governador ressaltou que a maconha representa de 70% a 80% do faturamento do tráfico.

Ele apontou que é preciso ter coragem para falar sobre o assunto já que não há forma de reduzir drasticamente o consumo de drogas. Rui afirmou, ainda, que bilhões de reais são gastos no combate às drogas, dinheiro que poderia ser designado para a saúde, educação e infraestrutura. Foram discutidos a implantação de uma operação nacional de segurança, com a reunião de forças policiais, equipamentos e infraestrutura para o combate à violência nos estados.

Foram articuladas ainda estratégias para a criação de um fundo nacional destinado às ações de segurança pública nos estados. Além disso, o governador lembrou que um preso custa R$ 3 mil por mês ao estado.