Advogados de Lula procuram Barroso e tentam diminuir desconforto criado no TSE

17 de Ago // | Eleições 2018
Depois de questionar a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, sobre a remessa do processo de registro do ex-presidente Lula para Luís Roberto Barroso, os advogados do petista foram falar com o ministro e com Admar Gonzaga, outro membro da corte que recebeu ações contra a participação do ex-presidente na eleição.

Os defensores de Lula tentaram minimizar o desconforto que a ofensiva que vem sendo travada pelo PT causou no Tribunal Superior Eleitoral. Eles elogiaram a independência dos ministros. Dizem agora que a defesa não deve alegar suspeições de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.

A aposta é a de que o destino de Lula seja selado no TSE antes do início da propaganda eleitoral, no dia 31 de agosto. Na última quinta-feira (16), o ministro Roberto Barroso, do Tribunal Superior Eleitoral, decidiu solicitar à presidente da corte, ministra Rosa Weber, que decida quem será o relator dos autos referentes ao registro de candidatura do ex-presidente e às impugnações apresentadas à participação dele na disputa presidencial  MATÉRIA .BN