Ciro Gomes promete zerar a fila da creche para crianças de 0 a 3 anos em todo o país

Em evento de campanha eleitoral no Ceará, o candidato do PDT a presidente da República, Ciro Gomes, disse nesta segunda-feira (20) ao visitar uma creche na cidade de Fortaleza que, se eleito, pretende zerar, já no seu primeiro ano de governo, a fila da creche para crianças de 0 a 3 anos de idade em todo o país segundo informações do G1.

O presidenciável ponderou que a demanda é grande se consideradas as estatísticas demográficas, mas que nem todas as mães querem, num primeiro momento, deixar o filho na creche e outras buscam creches privadas. Segundo Ciro Gomes, por essas razões seria possível atender a toda a demanda.

“De maneira que é perfeitamente praticável me comprometer, ainda no primeiro ano, a zerar toda a demanda que existe no Brasil por creche em tempo integral para crianças de 0 a 3 anos”, afirmou Ciro. O candidato não deu detalhes das medidas que seriam adotadas para zerar a fila da creche. Para ele, a política é necessária não apenas para garantir atendimento adequado às crianças, mas também para permitir que os pais possam procurar emprego e trabalhar.

"Isso permite cuidar das crianças na hora mais importante de formação do seu pequeno cérebro, mas permite também à mulher brasileira ir à luta, procurar um emprego em um momento de tanta dificuldade", disse.

Segundo ele, o "Brasil precisa atender a essa dupla responsabilidade de proteger os nosso filhos da ameaças terríveis que há hoje e dar à mãe e ao pai a condição de ir trabalhar sabendo que seu filho está bem entregue e que vai chegar em casa banhadinho, cheiroso e bem alimentado".

Economia
Ciro Gomes citou algumas das suas propostas na área econômica, como o compromisso de ajudar a limpar o nome dos 63 milhões de brasileiros que estão endividados e com o nome sujo no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

Segundo ele, o projeto está pronto, é perfeitamente praticável. "Quem tiver dúvida entra no nosso site", afirmou. Em um vídeo no site do candidato, ele explica que, se eleito, pretendo criar uma linha de crédito no Banco do Brasil e na Caixa para que os endividados possam parcelar as suas dívidas.

O candidato repetiu a sua proposta de criar 2 milhões de empregos, começando pela construção civil. "Eu quero fundamentalmente a questão do emprego no Brasil. Num primeiro momento, 2 milhões de empregos reativando obras paradas, porque a construção civil tem condições de ser reativada rapidamente. Não importa nenhum insumo e não existe muita sofisticação no preparo da mão de obra", explicou.

Disse ainda que pretende fortalecer a indústria nacional. "Eu quero que tudo que o Brasil compra de fora produzir aqui para produzir dinheiro e gerar os empregos que nós precisamos", afirmou.

Segurança
Na área de segurança, Ciro Gomes voltou a dizer que as fronteiras do Brasil com os outros países estão "completamente abandonadas" e que pretende mandar líderes de facções criminosas para solitárias em presídios federais.

"Os governos locais não têm condições de segregar as facções criminosas. Hoje, a banalização da violência é comandada de dentro dos presídios de facções criminosas que simplesmente, desafiando a autoridade, mandam e desmandam na disputa pelo território de drogas. Chegando à Presidência da República, esse assunto vai ser meu", declarou. Foto: Aline Oliveira/TV Verdes Mares