Escolha de Haddad como representante de Lula foi 'melhor quadro', defende Wagner


Para o ex-governador Jaques Wagner (PT), o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), representa o "melhor quadro" para ocupar o posto de vice-candidato à Presidência da República na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Haddad fica no cargo até a Justiça Eleitoral decidir se aceita ou não o registro de candidatura de Lula.

"Era previsível porque o presidente Lula tinha ele como um nome que ele já tinha colocado pra ser coordenador do programa de governo", ressalta Wagner. Candidato ao Senado, ele também tinha sido cotado para substituir o ex-presidente no plano nacional. Se o pedido de Lula for deferido, Haddad será substituído por Manuela d'Ávila (PCdoB).

Mas se for negado, ele vai assumir a cabeça da chapa, tendo Manuela D'Ávila como sua vice. "Eu acho que a estratégia foi muito mais de uma pessoa que possa participar de debates, de entrevistas, apresentando esse programa de governo na medida em que ele, por enquanto, está interditado", analisa Wagner. Lula está preso na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba, cumprindo pena pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Sua candidatura também é incerta porque ele foi condenado em segunda instância no processo do triplex do Guarujá. As informações são do Bahia Notícias