Governo de Temer tem apenas 2,7% de aprovação entre os brasileiros


A avaliação do governo do presidente Michel Temer e a sua aprovação nunca estiveram tão baixas. De acordo com a pesquisa CNT/MDA, divulgada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) na segunda-feira (20), apenas 2,7% dos entrevistados avaliam como positivo o governo Temer. Para 78,3%, a avaliação do governo é negativa.

Já 17,7% consideram regular e 1,3% não soube opinar. Já aprovação do desempenho pessoal do presidente é de 6,9%, contra 89,6% de desaprovação. Outros 3,5% dos entrevistados não souberam opinar. Esses são os níveis mais baixos de avaliação de governo da série histórica das pesquisas CNT de Opinião, realizadas desde 2011.

Expectativa da população: Em todo o país, a população permanece pessimista com relação à melhora nas áreas da saúde, segurança, educação e economia. Quando questionados sobre as expectativas para o emprego nos próximos 6 meses, 19,9% acham que vai melhorar, contra 30,8% que acham que vai piorar. Sobre a renda mensal, 19,4% acham que vai aumentar, 17,8% acham que vai diminuir e 58,6 % acreditam que vai permanecer igual.

Com relação a saúde, 32,3% acham que a situação vai piorar, 18,4% acham que vai melhorar e 46,1% acreditam que vai ficar igual. Para educação, 19,4% acham que vai melhorar, 27,7% acreditam que vai piorar e 49,9% acham que nada vai mudar. Na segurança pública, 17% esperam que a situação melhore, contra 37,1% que esperam uma piora. 43,3% acreditam que vai ficar igual.

A pesquisa foi realizada entre os dias 15 e 18 de agosto de 2018. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob o número BR-09086/2018. Informações do Congresso em Foco.21 de Ago // Foto: Zuleika de Souza | Política