Intenção de voto: Bolsonaro cresce entre mais ricos e Haddad entre mais pobres, diz Ibope

05 de Out // Foto: Arte/UOL | Eleições 2018
Dados do Ibope apontam para a diferença de classe social no crescimento das intenções de voto dos candidatos à presidência República. A pesquisa Ibope divulgada nesta última quarta-feira (3) mostrou um crescimento do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) entre a população que ganha mais de cinco salários.

Enquanto o candidato Fernando Haddad (PT), em segundo lugar na pesquisa, apresentou crescimento na parcela mais pobre da população. Conforme o levantamento, o petista cresceu sete pontos percentuais e passou de 26% para 33% entre os que declararam renda de até 1 salário mínimo.

Já o ex-capitão manteve os 19% do último levantamento. Entre o eleitorado com renda entre 1 e 2 salários, Haddad se manteve com 24% e Bolsonaro oscilou de 29% para 27%, dentro da margem de erro. Entre as pessoas com renda até cinco salários, Haddad subiu quatro pontos, e passou de 16% para 20%. O candidato do PSL manteve 39%. Foram entrevistados 3.010 eleitores em 208 municípios de 29 a 30 de setembro.

Em relação aos eleitores que declararam renda acima de cinco salários, Bolsonaro cresceu cinco pontos e passou de 46% para 51%. Já Haddad caiu seis pontos e passou de 17% para 11%. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. O registro no TSE é o BR- 08650/2018.