Suspeito de ser dono de mais de 2 toneladas de maconha morre em tiroteio

11 de Out // G1 | Bahia
Um homem de 40 anos, suspeito de ser o dono de mais de duas toneladas de maconha, que foram apreendidas em um caminhão e de um carro de luxo, no município de Cândido Sales, localizano no centro-sul da Bahia, morreu, nesta quinta-feira (11), após se envolver em um confronto com policiais militares, na noite desta última quarta-feira (10). A informação é da Polícia Militar.

Segundo informações, o suspeito, identificado como Marcos Lima Costa, se envolveu de uma troca de tiros com a polícia por volta das 21h, quando foi atingido. Ele foi socorrido para o Hospital Municipal de Cândido Sales, mas, na manhã desta quinta, não resistiu aos ferimentos. De acordo com a PM, uma pistola e munições foram apreendidas com o suspeito.

A PM informou que Marcos Costa foi o suspeito que conseguiu fugir do galpão, usado para armazenar entorpecentes. No local, a polícia encontrou 440 kg de maconha e um veículo de luxo com mais 60 kg da mesma droga. A polícia encontrou mais de duas toneladas de maconha na terça-feira. Parte do material foi achado em um caminhão, durante abordagem policial, e também em um carro de luxo dentro de um galpão, em Cândido Sales.

Duas pessoas foram presas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), após informações de um possível transporte de drogas, equipes das Polícias Militar e Federal montaram um bloqueio na BR-116 e abordaram um caminhão que transportava bobinas de papel. Na ação, o cão farejador Zeus, da raça Pastor Malinois, da Companhia Independente de Polícia Especializada (Cipe sudoeste), ajudou a localizar 1,8 toneladas de maconha prensada.

O caminhoneiro, que foi preso em flagrante, informou que pegou a droga no Paraná e que o destino final seria Salvador. Nesse momento, ele ainda contou aos policias sobre um local usado para armazenar entorpecentes. No galpão foram encontrados 440 kg de maconha e um veículo de luxo com mais 60 kg da mesma droga. A mulher de Marcos foi presa no galpão. Ele, no entanto, conseguiu fugir ao perceber a aproximação da polícia. Os dois detidos foram levados para a sede da Polícia Federal, em Vitória da Conquista, assim como os veículos apreendidos.