SENAC realiza seminário gratuito sobre raízes da terra em S. A. de Jesus

05/12/2018 

SENAC realiza seminário gratuito sobre raízes da terra em S. A. de Jesus; assista!
Tradicional na mesa dos baianos, as raízes foram às estrelas do Seminário gastronômico do SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), em Santo Antônio de Jesus, nessa terça-feira (04), na sede da unidade. Sob o título “Raízes da Terra”, o evento gratuito reuniu especialistas da área, com objetivo de apoiar os agricultores da cidade e região através de discussões sobre gastronomia, cultivo e perspectiva de negócio. A programação do evento contou com palestras sobre “Cultura da Araruta”, com o mestre em Ciências Agrárias, Jorge Silveira, “A Mandioca como Alimento do Século XXI”, com engenheiro agrônomo, Dorival Júnior, “Cultura do Inhame”, com a engenheira agrônoma, Célia Tavares e “O Cultivo da Batata Doce” com o mestre em Recursos Genéticos Vegetais, Alberico Santana. Em entrevista ao Voz da Bahia, Joselito Mota pesquisador da Embrapa se mostrou muito agradecido em poder fazer parte desse projeto. “É um momento especial para Santo Antônio de Jesus e radiante, pois trazem informações valiosas para que nossos agricultores possam entender essas fontes de carboidrato que são abordadas hoje” diz. O mesmo afirma que o evento grandioso pode extrapolar as barreiras de apenas um evento do SENAC já que o assunto é correlacionado com o município que tem tradição nesse ramo. “Mandioca é a raiz do Brasil, Santo Antônio já mostrou que tem espaço para mandioca, desenvolvendo produtos de qualidade, fortalecendo sua economia e dando oportunidade para que os agricultores possam ter sua sustentabilidade com esse produto” esclareceu.
A secretária de agricultura do município, Maria de Fátima Pereira a conhecida Fátima do Benfica que também esteve presente no evento, demonstrou sua satisfação pela reabertura dessa discussão em Santo Antônio de Jesus. “Esses produtos da nossa agricultura, principalmente a mandioca, são produtos rentáveis com a renda do nosso pequeno agricultor”, relata. A secretária ainda reforçou a dificuldade que muitos agricultores passam no campo, contudo afirmou que grandes parceiros como SENAC, Embrapa, SEBRAE, ACESAJ (Associação Comercial), entre outros vem lutando para mudar essa história. “A gente vai procurar fortificar essa agregação de valor, acho que esse é a principal motivo de todas essas uniões, todos esses parceiros estão engajados em promover os produtos da nossa agricultura familiar”, finalizou.
Fernanda Souza, gerente do SENAC, finaliza entrevista demostrando gratidão por esse projeto ser abraçado pela população e ratifica a importância desse evento. “O seminário tem como objetivo proporcionar que a agricultura familiar tenha seu devido valor, contamos com quase 80 pessoas que veio para ouvir discutir e trocar ideias. Esse seminário já vem sendo realizado em Salvador, mas resolvemos trazer para Santo Antônio, pois sabemos a importância das raízes nesse município. O SENAC está aqui para apoiar ações como essa fazendo com que as pessoas possam discutir um pouco mais nossas raízes e apoiando a formação profissional dos nossos agricultores; pensou em formação profissional, pensou em SENAC”, concluiu