ALUNOS DO COLÉGIO ESTADUAL LUIS EDUARDO DE MUNIZ FERREIRA PEDEM SOCORRO.


Escola não possui utensílios básicos

Diversos alunos do Colégio estadual Luis Eduardo de Muniz Ferreira  ,no meio do ano letivo ainda sofrem com problemas simples:  falta de professores e livros didáticos.

A equipe de reportagem da gazzeta  recebeu  vários e-mail  sobre  a instituição de ensino, que tem turmas do primeiro  ano ao terceiro  ano do ensino medio , para conversar com país, alunos e além direção, e saber de fato quais as necessidades enfrentadas por eles.
Conversamos com a mãe de um aluno, que preferiu não se identificar. A mesma diz que seu filho, enfrentou problemas na primeira unidade por não ter livros. “Meu filho quase perde na primeira unidade porque não tem livro para fazer as atividades. A secretaria da escola só falando que a já falou  , e até hoje nada”, relata.
Além dos pais, fomos direto aos afetados, alunos que sofrem por não ter o seu direito básico, educação de qualidade. “A gente não tem professor, que é a matéria que a gente mais gosta. , disse  aluna de 16 anos.  Não aguentamos mais com a falta de responsabilidade dos diretores  , falta constante de professores, atraso dos professores, falta de merenda, manutenção e reforma do prédio q faz vergonha, a situação precisamos urgente de nova diretoria no colégio estadual Luís Eduardo de Muniz Ferreira.
Além da falta de professores e material didático, pais relatam que a escola possui uma sala de informática completa e bem estruturada, mas que não tem utilidade. Nossa equipe procurou a direção do colégio para falar sobre o caso, mas não encontramos os responsáveis.

Nenhum comentário