Nomeação de novo reitor da UFRB é vitória da autonomia universitária, avalia Robinson

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) afirmou que a nomeação do novo reitor da UFRB, o professor Fábio Josué Souza dos Santos, pelo governo federal, na quinta-feira (1), representa “uma vitória da autonomia universitária”, mas que o “ideal” é que a mais votada da lista tríplice, a professora Georgina Gonçalves Santos, fosse à escolhida.
“Bolsonaro e o MEC tiveram que cumprir a lei e nomear o reitor, o professor Fábio Josué Souza dos Santos, que ocupava a terceira posição da lista tríplice aprovada pelo conselho universitário da UFRB desde março desse ano”, disse o parlamentar.
“O ideal é que fosse escolhida a professora Georgina, primeira colocada na lista, mas temos que comemorar a prevalência da autonomia da universidade na escolha dos seus dirigentes máximos”, enfatizou Robinson, que saudou o novo reitor da instituição.
“Boa sorte ao novo e magnífico Reitor Fábio. E parabéns a todos que resistiram e derrotaram mais uma tentativa de golpe contra a democracia no país”. Fábio Santos vai suceder o reitor Silvio Luiz Soglia, que deixou o cargo no último dia 15.
Na eleição interna, que envolveu a comunidade acadêmica (alunos, servidores e professores), ele recebeu 3 votos, enquanto Georgina Gonçalves 17 e a segunda colocada, Tatiana Velloso, 5 sufrágios.
A demora na definição do nome pelo Ministério da Educação deixou a UFRB dois dias sem reitor. Fábio Josué Souza dos Santos é professor da graduação em “educação do campo”. Como pesquisador, atua nas linhas de memória, história, gestão, currículo e formação de professores nesse tipo de educação.

Nenhum comentário