Muniz Ferreira realiza 4ª Conferência Municipal Democrática da Assistência Social





Sob o tema “Direito do Povo com Financiamento e Participação Social”, o Município de Muniz Ferreira debateu políticas públicas de inclusão durante a   4ª Conferência Municipal de Assistência Social na sexta -feira (20), centro de treinamento representantes do poder público, de entidades e organizações da assistência social, além de usuários da rede levantaram as necessidades da população local e, que agora, serão encaminhadas às esferas estadual e federal de governos.

O evento foi uma realização do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), em parceria com o Governo de municipal, através da secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda.

Discussões relativas ao aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) pautaram os trabalhos realizados em grupo, tendo como base nos três eixos temáticos da conferência.

Assistência social direito todo Povo

Financiamento Publico

Participação social



Propostas e delegados escolhidos irão representar o Município durante a conferência estadual, no mês de novembro em Brasília.
“O que adianta passarmos por essa vida, sem darmos as mãos àqueles que precisam?”, indagou a secretária de Assistência Social Andreia Mota , durante a abertura, ao destacar a importância dos temas que seriam debatidos para a evolução dos serviços ofertados à população, especialmente a mais carente. O prefeito Wellington Vieira fez questão de prestigiar o encontro que, neste ano, teve como tema “Assistência Social: Direito do povo, com financiamento público e participação social”. “As Conferências são uma oportunidade importante para avaliarmos a Política de Assistência Social no âmbito do município, deliberarmos sobre metas para os próximos e ouvirmos a população”, afirmou.







Vice Prefeita Minde saúde falou sobre o comprometimento e habilidade dos profissionais da área em trabalhar com as mais diversas situações. “É preciso cuidar, mudar o foco, para que assistência social não seja confundida com assistencialismo. E os nossos servidores fazem isso muito bem”, frisou, ao garantir que os mais necessitados sempre terão o respaldo da Prefeitura.

Já coordenadora Glaucia MIiranda , classificou a conferência como sendo um espaço aberto de “debates, diálogo e de criação de propostas para o incremento das políticas públicas de assistência social, envolvendo os diversos segmentos da sociedade”.

Assessora de políticas públicas de Assistência Social da Associação dos Municípios

a responsável por ministrar palestra aos participantes.

Tendo como base o tema central do evento, ela pontuou o papel e a participação dos Municípios, Estado e da União para o aprimoramento dos serviços, segundo regulamentação da Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS).

A parte cultural do evento ficou por conta da apresentação do som dos alunos do Serviço de Convivência e Vínculos Familiares (SCVF) e do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), sob a supervisão da professor Edson que hoje e realidade em Muniz Ferreira grupos de alunos 80 criança e idoso

Nenhum comentário