Bolsonaro e equipe gastaram R$ 3,7 milhões com viagens; visitas à Bahia custaram cerca de R$ 160 mil reais

Fabio Pozzebom/Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro e sua equipe já gastaram, desde o mês de janeiro até agosto, R$ 3,7 milhões dos cofres públicos com viagens, de acordo com dados da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, solicitados por meio de Lei de Acesso à Informação (LAI) pelo Portal Fiquem Sabendo (veja lista completa). Os custos correspondem à hospedagem, alimentação, transporte e qualquer outro gasto que tenha sido registrado.
Somando apenas as visitas à Bahia, os gastos chegaram a R$ 168.748,54. Foi empenhado R$ 80.871,52 somente com a ida do presidente e sua comitiva à cidade de Vitória da Conquista, para inauguração do Aeroporto Glauber Rocha, no dia 23 de julho. Menos de duas semanas depois, no dia 5 de agosto, o presidente esteve na inauguração da Usina Solar Flutuante, no reservatório do município de Sobradinho.
Os gastos para a visita à cidade do norte do estado chegaram a R$  87.877,02. As datas informadas pela  Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, no entanto, não batem com aquelas que ocorreram efetivamente as viagens.  Na lista divulgada pela Presidência, a viagem à Conquista teria sido realizada no dia 19 de julho e não no dia 23, como ocorreu, de fato.
Já a data informada pela Presidência como a ida para Sobradinho foi 31 de julho e não o dia 5 de agosto, como efetivamente ocorreu. Diante das diferenças nas informações, o portal Fiquem Sabendo pediu esclarecimentos à Presidência. As informações disponíveis são apenas data, destino e valor. A especificação, com a íntegra das notas fiscais, é colocada sob sigilo até o fim do mandato do presidente.

Nenhum comentário