Após abertura, Prefeitura de Valença decreta o fechamento de comércio não essencial depois de recomendação do Ministério Público da BA

Pouco mais de um mês após autorizar abertura do comércio, no dia 30 de abril, a prefeitura de Valença, no baixo sul da Bahia, assinou um decreto, na sexta-feira (5), determinando o fechamento de todo o comércio não essencial a partir de segunda-feira (8). A decisão ocorreu após recomendações Ministério Público, que pontuou que números de casos da doença cresceram muito na cidade. Eram seis casos no início do mês. Ate esta sexta: 129.
Com isso, apenas farmácias, supermercados, postos de combustível e serviços com entrega delivery poderão funcionar. No entanto, em dias específicos da semana, estabelecimentos como açougue, peixarias e distribuidoras de gás poderão funcionar. A medida valerá até 14 de junho. O decreto determina também a suspensão dos cultos religiosos até o dia 14 de junho e das aulas municipais até o dia 30 de junho.
Segue liberado o funcionamento de depósitos, almoxarifados, empresas e indústrias, desde que alimentícios, com limitação de até dez funcionários por turno. As agências bancárias, casas lotéricas, correspondentes bancários, correios e telégrafos continuam em operação.
Segundo o decreto, na segunda, terça, quarta e sexta-feira está autorizado apenas funcionamento de farmácias, drogarias, funerárias e postos de combustíveis, das 8h às 22h, bem como supermercados, mercadinhos, açougues, abatedouros, peixarias, mercearias, hortifruti, padarias, distribuidoras de gás, água e bebidas (por delivery), chaveiros (por delivery), casas de ração, das 8h às 18h.
Na quinta-feira, feriado de Corpus Christi, está autorizado apenas o funcionamento de farmácias, drogarias, funerárias e postos de combustíveis, das 8h às 22h. No sábado, podem funcionar em Valença farmácias, drogarias, funerárias e postos de combustíveis, das 8h às 22h, bem como supermercados, mercadinhos, açougues, abatedouros, peixarias, mercearias, hortifruti, padarias, distribuidoras de gás, água e bebidas (por delivery), chaveiros (por delivery), casas de ração, das 8h às 14h.
No domingo, a prefeitura liberou a operação de farmácias, drogarias, funerárias e postos de combustíveis, das 8h às 22h. O comércio de ambulantes permanece suspenso até o dia 14 de junho, independente do produto comercializado. A Feira Livre de Valença e o Mercado Novo também não funcionam, assim como hotéis, motéis, pousadas e similares.
Valença também adotou toque de recolher das 20h às 5h. Neste período, fica proibida a circulação de pessoas, exceto quando necessário para serviços essenciais ou urgência. De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Valença, nesta sexta-feira, o município registrou 129 casos confirmados da Covid-19. A secretaria informou que 19 pessoas se recuperaram, 104 seguem em isolamento domiciliar, três estão hospitalizadas e outras três pessoas morreram. G1

Nenhum comentário