Recebidos na SEDUR pelo secretário Nélson Pelegrino, prefeito e vice, Gileno e Vavá, formulam pleitos para MUNIZ FERREIRA

 Dizem os tradicionais jargões populares: “Se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé”, “Cobra que não anda, não engole sapo” e  “Deus ajuda a quem cedo madruga”. Todos esses “ditados” fazem naturalmente, apologia à busca de iniciativas, à quebra de paradigmas, ou seja, rompimento, por parte de alguns, das amarras do imobilismo.  Trazendo isso ao meio político, vem à baila exemplo de gestores que, deveras, saem detrás de suas escrivaninhas e, literalmente, vão atrás de objetivos em prol de seus municípios.  


Trilhando nessa direção, um exemplo próximo: a gestão municipal Gileno-Vavá, em Muniz Ferreira. Gestores que, a pouco menos de 6 meses a frente do poder executivo, já vêm mostrado diferencial. A prova disso é que, nesta sexta-feira, 11, estiveram reunidos com o Secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Nélson Pelegrino, oportunidade em que formularam pleitos em prol do município que, com esmero, representam.