Deputado acusa Bolsonaro de sabotar entrega de vacinas e João Roma de não defender a Bahia; "sem força e omisso"

 



O deputado estadual Robinson Almeida (PT)  acusou o Ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), de não ter força para defender a Bahia e por "não mover uma palha" para que o estado receba as mais de 900 mil doses de vacinas contra covid represadas pelo Ministério da Saúde. A Bahia é o segundo estado do Brasil com maior defasagem no recebimento dos imunizantes, atrás apenas do Pará. Estados do nordeste também estão entre os que menos receberam doses de vacina contra Covid-19 do governo federal. Esse desequilíbrio fez com que menos de 62% dos baianos recebessem a primeira dose ou dose única. O Estado recebeu menos de 9 milhões e 500 mil doses e mais de 26 mil baianos perderam a vida para Covid. 


"É um ministro sem força, que não defende a Bahia. Só abre a boca pra criticar o governador, os governadores, a mando de Bolsonaro. Enquanto isso, o desgoverno, do qual ele é ministro, sabota a Bahia, que deixou de receber 900 mil doses de imunizantes do Ministério da Saúde que poderiam ter salvado milhares de vidas baianas. As vacinas não foram entregues e ele, o ministro que não tem força, não move uma palha para defender a Bahia, nada fez e nada faz. Um ministro omisso", disparou o deputado, que esteve com o governador Rui Costa e lideranças regionais em visita a Bacia do Jacuípe, nesta sexta-feira (13).