Em encontro Rui, bispos se posicionam contra Réveillon e Carnaval; religiosos apontam que festas representariam risco à saúde

 


Bispos da 3ª Regional da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se reuniram com o governador Rui Costa, na quarta-feira (16) e lhe entregaram uma carta em que demosntram preocupação com a flexibilização dos protocolos e a realização de festas no estado, especialmente o Ano Novo e o Carnaval. Representando 21 dioceses católicas baianas, os dirigentes ressaltaram que a atenção se dá “devido à forma como esas festas acontecem, através de aglomerações massivas que podem causar um possível retorno de casos de Covid-19 e consequentes óbitos”. “O sofrimento de nosso povo tem sido muito grante pelo elevado número de pessoas que foram contaminadas e principalmente de óbitos entre jovens, adultos e idosos”, diz o documento. A regional da CNBB disse também que apoia as medidas sanitárias, informações baseadas em dados científicos que visem a preservação da vida. “Uma medida lúcida, autorizada, responsável e corajosa por parte do governo do estado, poderá evitar o retorno da tragédia e suas terríveis consequências”, avaliaram os bispos.