Rui Costa não descarta atrair MDB para a sua base ao admitir novas mudanças no seu secretariado até o mês de março


 O governador Rui Costa (PT) disse que até o mês de março pode realizar novas mudanças em seu secretariado como a anunciada neste último domingo (6), com a substituição de Tereza Paim pela professora Adélia Pinheiro na Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). O petista também não descartou que pode ser feita uma readequação para aproximar o MDB de sua base. Este Política Livre noticiou hoje que esta recente movimentação visa blindar politicamente a Sesab e abrir espaço para os emedebistas na pasta da Ciência e Tecnologia (Secti).

“Nós estamos conversando, nós vamos fazer agora até o mês de março ajuste nas secretarias. Isso [a titularidade de Adélia na Sesab] é o primeiro ajuste de outros que vocês vão ver ao longo desse mês de fevereiro, mês de março. Nós vamos fazer algumas mudanças para rearrumar para esse último ano. E a professora Adélia, reitora por duas vezes da UESC, é da área da saúde, conhece muito a área da saúde, e está indo lá e vai trabalhar com toda equipe, com a minha presença”, disse o governador.

Sobre a atração do MDB, o petista disse que “a composição eventualmente política faz parte do processo de composição e, a cada momento, a gente vai anunciando aquilo que tiver de decisão a tomar”. Rui comentou ainda que tem sido rotineira a sua presença, ao longo do mandato, na área de saúde e na área da educação, buscando acelerar os investimentos. O petista ainda disse que, na saúde, sua intenção é retomar cirurgias, principalmente as eletivas, que ficaram para trás em função da pandemia. Política Livre