Ex candidato vereador Roberto Anunciação destaca apreensão dos feirantes com relação ao projeto de revitalização da feira livre de SAJ

  


  Ex candidato vereador Roberto Anunciação (DEM/BA) participou da audiência pública proposta para debater os impactos do projeto de revitalização da feira livre de Santo Antônio de Jesus, capital do Recôncavo Baiano.

 Na ocasião, O portal de notícias do Gazzeta do Recôncavo registrou o discurso do parlamentar que esteve pessoalmente conversando com os feirantes que manifestaram preocupação com o que pode vir pela frente. Veja os principais temas destacados.  

“A discussão já saiu do campo das ideias, já saiu do campo técnico há muito tempo, ou seja, não tiveram argumentos pra justificar o pedido de empréstimo, isso é fato. Denotamos isso na fala daqueles que vieram defender o empréstimo. Eu sou santoantoniense, eu apoiei Rogério Andrade, não quis nem o cargo, pelo contrário eu fui o maior voz dele em todas,  apoiei Genival e nunca quis nada. Se alguém tem autonomia para falar e lisura nesta noite aqui sou eu”.

 

OPINIÃO DOS FEIRANTES

 

“Vocês feirantes acreditar na minha palavra ou na Genival? Então acabou aí o discurso. Quem é Roberto? Ninguém. Mas ainda assim se vocês partirem para esse campo vocês estão tratando os feirantes como tolo, eu estive na feira, eles não querem essa reforma, eles estão preocupados, sabe o que eles me citaram a respeito do galpão de roupas lançado lá embaixo, depois não cobriu. Cada gestão vai ter que fazer a sua história não se pautando pelo pior e sim pelo melhor. Eu vou me comparar com o pior, fica fácil. Eu tenho que me comparar com o melhor”.

 

ESTACIONAMENTO E PERÍODO DA REFORMA

 

“Roberto não existe possibilidade de fazer um estacionamento subterrâneo. Aqui pode ter esgoto, água entre outros. Roberto caso sejamos removidos quem vai pagar o nosso sustento enquanto estivermos fora? Me foi dito por eles, nós não iremos sair para esta reforma. Não é uma questão de se opor a uma feira livre, é preciso a reforma de forma responsável. Se a prefeitura não conseguir honrar os compromissos até o funcionalismo público será comprometido”.