Presidente da Câmara de Vereadores de SAJ, Chico de Dega defende obras de revitalização

 Após chamar feira livre de chiqueiro, presidente da Câmara de Vereadores de SAJ, Chico de Dega defende obras de revitalização 

 

O presidente da Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus, Francisco Lima Damasceno, mais conhecido como Chico de Dega (DEM/BA), subiu o tom ao defender a aprovação dos recursos para as obras de reforma e revitalização da feira livre do município. 

 


O portal de notícias do Gazzeta do Recôncavo acompanhou a fala do edil durante audiência pública que questionou o uso de recursos públicos por gestões anteriores. 

 
“Eu queria saber em 2020 era previsto o prefeito passado gastasse R$ 5 milhões no São João, onde está essa sobra do dinheiro? Aplicou onde? Para onde foi R$ 5 milhões que ele ia gastar no ano de 2020? Para onde foi mais R$ 4 milhões da educação que era para aplicar para educação que não teve devido a pandemia? Aonde foi esse dinheiro? Em torno que o vereador apresente nessa noite o prefeito comeu mais de R$ 9 milhões. Eu quero saber para onde foi que não teve educação. Que não teve o São João que era previsto gastar no ano 2020, que gastou em 2019, R$ 5 milhões no São João não teve o São João. 


 

EDUCAÇÃO 

 “O senado aprovou uma PEC agora em maio distribuído para o município, que não é obrigado a cumprir  25% para educação. Se teve receita, isso não vai impedir e o município não está impedido de celebrar qualquer convênio de empréstimo ou de outra natureza. E foi aprovada a PEC pelo Senado, perdoando o estado e o município, pois devido à pandemia os municípios ficaram inviabilizados de receber recursos, as receitas caíram e ficaram impossibilitados de cumprir qualquer determinação.  Se vossa excelência abrir aqui e ver a determinação que os municípios não são obrigados de cumprir os 25% para a educação”.

 DEFESA DA REVITALIZAÇÃO DA FEIRA 

 “Qual foi a obra marcante que a população de Santo Antônio de Jesus viu? Agora aparece um cidadão querendo tirar o povo da lama, querendo tirar o povo do chiqueiro, que a feira livre de Santo Antônio de Jesus que visitei, eu intitulei de chiqueiro. Precisa ter uma verba digna, nós precisamos fazer a feira. Quem vem visitar Santo Antônio de Jesus, a capital do recôncavo não pode deixar o que eles deixaram para o povo”.