Exagerei ao dizer que ‘botava cara no fogo’ por ministro, diz Jair Bolsonaro Milton Ribeiro, é suspeito de integrar um balcão de negócios no MEC

 Foto: Clauber Caetano/Agência Brasil


O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira (23) que “exagerou” ao afirmar, em março, que colocaria “a cara no fogo” por seu então ministro da Educação, Milton Ribeiro, preso preventivamente na quarta-feira (22), por suspeitas de tráfico de influência e corrupção passiva quando estava à frente da pasta.

Em live, Bolsonaro disse, no entanto, que continua acreditando na inocência de Ribeiro e afirmou que não havia materialidade para o pedido de prisão

“Ontem, tivemos a prisão do ex-ministro Milton, da Educação. Eu falei lá atrás que botava a cara no fogo por ele. Eu exagerei, mas eu boto a mão no fogo pelo Milton, assim como boto por todos os meus ministros. Porque o que eu conheço deles, a vivência, dificilmente alguém vai cometer um ato de corrupção.” Bahia.ba