Arthur Lira foi vaiado em convenção de Bolsonaro mesmo após vestir a camisa; foi recebido de forma fria pela militância

 O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foi vaiado durante a convenção nacional do PL, no Rio de Janeiro, realizada neste último domingo (24) mesmo vestido com uma camisa polo azul com o nome do presidente Jair Bolsonaro (PL) e o número de urna do partido, 22.


No evento que marcou a homologação da candidatura de Bolsonaro à reeleição, Lira foi recebido de forma fria pela militância do presidente ao ser anunciado no palco do evento, antes do presidente chegar, e recebeu as vaias de parte do público ao ser mencionado pela primeira vez como “grande aliado” de seu governo.

“Está aqui o presidente Arthur Lira. Um enorme aliado nosso, tem colaborado muito com o governo. Graças a ele conseguimos aprovar leis que puderam abaixar o preço dos combustíveis”, disse.

Em seguida, Bolsonaro afirmou que o “Legislativo e o Executivo são irmãos” e atacou o Supremo Tribunal Federal (STF). Depois, voltou a falar sobre a presença de Lira, enfatizando o papel de aliado do governo e o chamando de “dono da pauta” na Câmara.

“Tivemos a presença marcante do presidente da Câmara, aqui presente, meu amigo de longa data, Arthur Lira. Ele é o dono da pauta da Câmara dos Deputados, nada é colocado em votação se não for por decisão dele”, elogiou.

“Botou para votar propostas de emenda à Constituição e projetos de lei, botamos um freio na sanha de impostos do Brasil. Zeramos impostos federais de gás de cozinha desde o ano passado, também foi colocado um teto no ICMS, não só para combustíveis, mas também para telecomunicações, energia elétrica e transporte. Sei que a figura mais importante hoje aqui sou eu, mas se não é o Arthur Lira, esse cabra da peste de Alagoas, não teríamos chegado a esse ponto”, adicionou.