Lula cresce e Bolsonaro cai na margem de erro, mostra a pesquisa BTG Pactual; veja a estabilidade em um outro cenário

 


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) registrou crescimento nas intenções de voto de acordo com dados da pesquisa BTG Pactual divulgada nesta segunda-feira (25). A comparação é com a última edição do mesmo levantamento. Por outro lado, o presidente Jair Bolsonaro (PL) teve uma queda dentro da margem de erro.

O estudo foi realizado entre os dias 22 e 24 de julho, via telefone, com 2 mil eleitores. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-05938/2022.A última pesquisa foi publicada no dia 11 de Julho. Desde então, Lula teve crescimento de 3 pontos percentuais, passando de 41% no primeiro estudo para 44% no levantamento atual.

Bolsonaro oscilou dentro da margem de erro, saindo de 32% na pesquisa de julho para 31% no estudo atual. Os números fazem parte do cenário estimulado, onde é apresentada uma lista de candidatos ao eleitor.

Quem aparece em terceiro neste cenário é Ciro Gomes (PDT), que não consegue rasgar a barreira dos dois dígitos nas intenções de voto. Simone Tebet (MDB) e André Janones (Avante) aparecem com 2%. Os demais nomes ficaram com 1% de intenção ou sequer pontuaram.

A pesquisa também apontou que 5% dos eleitores disseram que não votariam em nenhum dos candidatos. Outros 2% votariam em branco ou nulo, e 3% não souberam responder.

Estabilidade em outro cenário

No cenário espontâneo, onde o próprio eleitor cita o candidato em quem votaria, Lula aparece na frente, com 40% das intenções de voto. Bolsonaro ficou com 30%. As pontuações são as mesmas da última pesquisa, realizada em 11 de julho.

Ainda no cenário espontâneo, Ciro Gomes é o candidato da terceira via com maior pontuação, chegando a 3% das intenções de voto. Além disso, 15% dos entrevistados não souberam responder e outros 6% afirmaram que não votariam em nenhum candidato e 4% disseram que votariam branco ou nulo. BNews