Neto defende ‘um olhar mais atento aos pequenos municípios e cita problemas vividos nas menores cidades; confira!

 


O pré-candidato a governador do estado, ACM Neto (União Brasil) afirmou nesta sexta-feira (15) que, se eleito, o seu governo olhará para a Bahia como um todo, sem distinguir se a cidade é grande ou pequena. Ao lado de Cacá Leão (PP), pré-candidato ao Senado, ele realizou ato político em Dom Macedo Costa, um dos menores municípios baianos, com pouco mais de 4 mil habitantes.

“Meu governo chegará ainda mais junto dos pequenos municípios. Porque, em geral, são os pequenos municípios que mais precisam de apoio do governo do estado. São eles que têm maior limitação orçamentária e mais escassez de recursos. E é aí que o governador precisa chegar firme e trabalhar”, disse Neto em discurso.

O pré-candidato ainda frisou que procura visitar todas as cidades em suas agendas, sem olhar a quantidade de moradores. Só no atual percurso pelo Recôncavo, Neto já visitou Teodoro Sampaio, de 7 mil habitantes, Terra Nova, de 13 mil, e Conceição do Almeida, de 17 mil.

Ele disse que nessas agendas tem ouvido um pedido para que o próximo governador seja mais atento às pequenas cidades. “As pessoas clamam por mudança e pedem um olhar diferente para esses municípios. Meu compromisso, se Deus me permitir chegar ao governo, é trabalhar por todos os 417 municípios da Bahia com a mesma atenção, com o mesmo cuidado. Vou cuidar deles durante os quatro anos de mandato, vou trazer o governo para dentro”, afirmou.

Os problemas relatados em Teodoro Sampaio, Terra Nova, Conceição do Almeida e Dom Macedo Costa são de atenção básica do estado. Falta segurança, pois na maioria apenas dois policiais trabalham em esquema de revezamento. Falta infraestrutura, com as próprias rodovias de acesso às cidades em condições precárias. Falta apoio às famílias que vivem da agricultura.

Mas, sobretudo, reclamam da falta de empregos e de um atendimento de saúde eficaz. “Quando a gente roda o interior, não importa em que região da Bahia, escuto a mesma coisa de muitas pessoas: ‘Neto, a gente quer mudança’. ‘Neto, essa turma que está aí há 16 anos já teve muitas chances, já deu, foi tempo o suficiente’. E, de fato, em 16 anos dá para fazer muita coisa”, disse o ex-prefeito de Salvador.

“Em 16 anos é possível transformar a realidade de um estado. Se não resolveram, é porque agora a Bahia precisa mudar. E quando as pessoas clamam por mudança, é porque enxergam que a Bahia pode ser muito melhor. Infelizmente, quem está aí não vai resolver os problemas. Por isso, peço aos baianos a oportunidade de ser governador. Estou ciente dos desafios, mas vou dedicar a minha vida para que a Bahia volte a ser orgulho para os baianos”, completou ACM Neto. Bahia.baFoto: assessoria/ACM Neto