O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco pretende manter boa relação com o presidente Jair Bolsonaro; veja

 

O presidente da Câmara, Artur Lira, Bolsonaro e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (Foto: Marcos Brandão/ Senado Federal)
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), seguirá mantendo uma boa relação com Jair Bolsonaro nos próximos meses. Apesar das pesquisas eleitorais que apontam a dianteira de Lula, a razão está no Poder Judiciário, segundo a oluna de Guilherme Amado, do portal Metrópoles.De acordo com a publicação, Pacheco quer influir na escolha dos desembargadores do novo Tribunal Regional Federal da 6ª Região (TRF-6). O TRF-6 julgará casos federais de Minas Gerais, estado do senador. No próximo dia 1º, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) definirá a lista de parte dos magistrados. A palavra final será de Bolsonaro.
Nos últimos dias, Pacheco atendeu ao Planalto quando decidiu instalar a CPI do MEC só depois das eleições. Os senadores buscam investigar o suposto esquema de corrupção no Ministério da Educação comandado por Milton Ribeiro, ex-ministro, e outros pastores, presos pela PF. Bahia.ba