Governadores a Lula em Curitiba: milhões aqui fora são a sua voz!


Nove governadores foram a Curitiba (PR) nesta terça-feira, 10/IV, para visitar o Presidente Lula.

Mas, como o Moro considera visita um privilégio, não puderam entrar na carceragem da Polícia Federal.

Como disse Flávio Dino, Governador do Maranhão, "privilégio é o que não está na lei, e isso está na lei":
"Entre as regras da carceragem e a Lei de Execução Penal, todos sabem que a lei tem primazia. O artigo 41 da Lei de Execução Penal diz que advogados, parentes e amigos têm direito de visitar um preso. Eu fui juiz federal por 12 anos, e inclusive fui juiz de execução penal. E nós estamos diante de uma situação absolutamente atípica, esdrúxula, uma vez que só haveria sentido nesse indeferimento se houvesse algum risco aos presos, ou da integridade física, ou mesmo à ordem pública"

Então, os governadores e parlamentares (que também estão em Curitiba) redigiram à mão uma carta para Lula. cujo texto o Conversa Afiada reproduz:
Estimado Presidente Lula, querido amigo.
Estivemos aqui e sempre estaremos.
Ao seu lado, firmes na luta.
Infelizmente a Lei de Exceção Penal não foi cumprida adequadamente e não podemos abraçá-lo pessoalmente.
Mas, por nosso intermédio, milhões de brasileiros e brasileiras estão solidários e sendo a sua voz por um Brasil justo, democrático, soberano e livre.
Lula livre!Assinam a carta os Governadores Camilo Santana (PT-CE), Flávio Dino (PCdoB-MA), Rui Costa (PT-BA), Tião Viana (PT-AC), Wellington Dias (PT-PI), Renan Filho (MDB-AL), Ricardo Coutinho (PSB-PB), o Senador Lindbergh Farias (PT-RJ), o vice-presidente do PT, Marcio Macedo, e o Deputado Estadual pela Paraíba Gervásio Maia (PSB). Conversa Afiada